Cuidar dos reparos e melhorias são uma das principais tarefas do síndico para manter os espaços comuns do prédio em bom estado, mas as obras em condomínios podem pesar no bolso quando não são bem planejadas.

A boa notícia é que você pode fazer obras em condomínio gastando pouco com algumas atitudes básicas e mais simples de aplicar do que você imagina. 

Quer conhecer os segredos para a economia? Então confira 6 dicas incríveis neste post!

Como planejar obras em condomínios?

O primeiro passo para não ultrapassar o orçamento e economizar com as obras é fazer um bom planejamento, além de pesquisar muito bem os preços dos materiais necessários. 

Se você é síndico já deve saber que existe uma legislação sobre obras em condomínios, certo? Essas normas servem para não prejudicar a rotina dos condôminos e manter a segurança de todos durante as obras.

Para iniciar o seu planejamento, certifique-se de conhecer bem as normas gerais e específicas do prédio para não acabar fazendo alguma coisa errada. Depois disso defina o seu orçamento, planeje detalhadamente cada etapa dos reparos e acompanhe de perto a execução do projeto. 

Faça obras em condomínio gastando pouco!

Organizar obras em condomínio gastando pouco pode parecer uma tarefa impossível, mas é bem mais simples do que você imagina. Confira 6 passos essenciais para economizar: 

1. Defina bem seu orçamento

No momento de planejamento é importante definir o seu orçamento com os pés no chão: não se comprometa a pagar mais do que pode. Tire um tempo para analisar o saldo do condomínio e fazer os cálculos com calma. 

Assim você consegue saber exatamente quanto pode investir financeiramente naquele momento e as chances de ficar no vermelho são quase inexistentes. Só não vale sair do orçamento no meio da obra, ok? 

2. Pesquise bem antes de escolher os fornecedores

A escolha dos fornecedores é um fator decisivo para o andamento das obras e pode afetar diretamente o orçamento. Se você escolher empresas mal intencionadas ou com baixa qualidade de serviço, será preciso contratar outra companhia e os prejuízos podem ser altos. 

Para evitar esse cenário, pesquise muito antes de tomar uma decisão: peça indicações, busque referências, verifique comentários de outros clientes e converse com os funcionários pessoalmente sempre que possível. 

3. Cuidado com a impulsividade na hora de comprar materiais

É muito comum comprar mais do que deveria com medo de faltar ou no impulso do momento, mas isso gera o desperdício de materiais que é um grande vilão para o seu bolso. 

Tire um tempo para pesquisar os melhores valores e custo-benefício de cada material sem pressa e sempre tendo o orçamento como base. 

4. Compre por etapas

Comprar por etapas pode ser uma boa forma de evitar aquele desperdício de materiais que comentamos no item anterior. Isso impede a compra impulsiva e te dá um tempo maior para pesquisar. 

5. Reutilizar materiais é uma boa saída

Uma das melhores soluções sustentáveis para obras é a reutilização de materiais. Sabe aquele cano, piso ou telha que sobrou de outros reparos? Pois é, eles podem ser reaproveitados agora!

As reformas são muito comuns nos prédios, por isso lembre-se de guardar os materiais que sobrarem. Além de fazer obras em condomínios gastando pouco você ainda ajuda o meio ambiente! 

6. Conte com empresas terceirizadas

Empresas terceirizadas são ótimas aliadas para manter obras dentro do prazo e do orçamento. Apesar de parecer um gasto maior, esse investimento vai te livrar de muita dor de cabeça. 

Se precisar fazer a impermeabilização em condomínios, por exemplo, pode contar com a Superveda!

Acesse o site e conheça melhor nossa empresa de impermeabilização