Garantir o acesso para todos em qualquer espaço deve ser uma prioridade, principalmente em prédios. Hoje, a acessibilidade em condomínios vai muito além de um cumprimento de normas e é uma forma de inclusão social. 

Quer saber como melhorar a acessibilidade em condomínios? Então confira 5 dicas para implementar agora mesmo nas áreas do seu prédio!

A importância da acessibilidade nos condomínios

Promover a acessibilidade nos condomínios é uma das responsabilidades das construtoras e dos síndicos responsáveis pela administração do espaço. Existem leis municipais e federais que determinam as adaptações necessárias, por isso é importante ficar atento.

Busque conhecer a legislação e entender as especificações para realmente garantir o bem-estar de todos com a acessibilidade dos espaços. Construções novas já devem incluir essas adaptações no projeto, mas também é possível trazer grandes melhorias para prédios já finalizados. 

Além de cumprir as leis, existem outras medidas que você pode implementar para facilitar o dia a dia dos condôminos, visitantes e funcionários. É possível encontrar diversas tecnologias para condomínios que podem ajudar com a acessibilidade, assim como reformas simples. 

5 passos para melhorar a acessibilidade em condomínios

Para te ajudar a aprimorar os espaços e garantir mais acessibilidade nos condomínios, separamos 5 atitudes indispensáveis. Olha só:

1. Reserve vagas de garagem adequadamente

A legislação prevê um percentual das vagas de garagem voltadas para idosos e cadeirantes. Para garantir a acessibilidade, essas vagas devem ter uma dimensão maior e próximas aos elevadores ou portas para facilitar o deslocamento. 

Além disso, todos esses espaços devem ser sinalizados corretamente com placas ou pinturas no solo para facilitar a identificação por todos os motoristas. 

2. Adapte portas e pisos

A adaptação de portas é uma medida essencial, principalmente para facilitar a locomoção de cadeirantes. É importante que a abertura das portas seja para fora e que sua dimensão seja adequada para as manobras. 

Lembre-se de usar sempre revestimentos antiderrapantes e regulares para aumentar a acessibilidade. Pisos táteis também devem ser instalados para guiar deficientes visuais

3. Construa rampas de acesso

As rampas de acesso são itens essencial para a acessibilidade nos condomínios. Elas tornam os espaços mais seguros e facilitam a locomoção para pessoas com deficiência, gestantes, idosos e até para quem está com alguma dificuldade de locomoção temporária.

Faça essas adaptações nas áreas comuns do prédio, como piscina, área de lazer, hall e garagem. Lembre-se de verificar também a acessibilidade nas calçadas: verifique as normas da sua cidade e a legislação sobre obras em condomínios para fazer tudo corretamente. 

4. Tire os obstáculos do caminho

É importante se certificar de que não há obstáculos nas áreas comuns do condomínio, por isso verifique a existência de itens que possam atrapalhar a locomoção.

Identifique plantas, buracos, saliências, muros ou grades que podem dificultar essa movimentação e retire-os do caminho.

5. Instale barras de segurança

A instalação de barras de segurança e corrimãos também é importante. Para o segundo existem especificações na NBR 9050/2015, por isso lembre-se de conferir as normas.

Instale barras de apoio nos banheiros, nas escadas, rampas, piscinas para garantir a segurança de todos. 

Gostou das dicas? Além de garantir espaços mais acessíveis para todos, essas medidas também ajudam a valorizar o condomínio e faz toda a diferença no conforto dos moradores. 

WhatsApp WhatsApp